sexta-feira, 28 de abril de 2017

Atlus está localizando o RPG The Caligula Effect para o Vita


Embora tenha passado por baixo do radar de muitos fãs ocidentais, o JRPG Caligula ⊟ (The Caligula Effect) será lançado em inglês dia 2 de maio deste ano na PSN americana e 9 do mesmo mês pela PSN europeia. Se a história deste game soar similar para alguns, é por que é : Com história de Tadashi Satomi, o principal responsável pelo enredo do primeiro Persona e da duologia Persona 2, Caligula é definido como o próximo titulo focado em jovens que se foca em patologia e trauma.
O game se foca em um grupo de estudantes aprisionados em uma realidade virtual chamada “Mobius” que repete os acontecimentos em uma high school idealizada em um ciclo eterno. Ao descobrir isto, os jovens formam um clube de atividades chamado de “Go-Home Club” para se rebelarem contra este acontecimento mas μ, a AI por trás de Mobius, tem outros planos.  Em seu caminho haverá outros grupos como os Digiheads, estudantes que foram vitimas de lavagem cerebral e os Ostinato Musicians.

Um dos maiores atrativos de The Caligula Effect é o sistema de batalha “Imaginary Chain”, que permite que o jogador visualize suas ações antes de executá-las, além de mais de 500 NPCs recrutáveis para usar em combate e um enredo repleto de questões psicológicas.
Com notas altas na Famitsu e vendas sólidas no mercado japonês, The Caligula Effect poderá se tornar uma das joias escondidas lançadas de JRPG deste lado do globo este ano.







Share:

Torre de Tóquio vira Torre de Cristal para inicio de evento comemorativo de 30 anos da série Final Fantasy




Neste ano a franquia Final Fantasy comemora seus 30 anos popular como nunca. O primeiro game foi lançado em 1987 no Japão e ano passado o 15º titulo da série principal foi lançado com uma enorme aceitação dos fãs e aclamado pelas criticas.
A Square está sempre promovendo a  série com parcerias, como restaurantes temáticos e até mesmo a marca de macarrão instantâneo Nissin. Entretanto, para comemorar seus 30 anos a parceria será grandiosa: a Torre de Toquio, uma das atrações turísticas mais facilmente reconhecidas no Japão.
A famosa torre vermelha ganhará iluminação especial nesta sexta dia 28 de abril das 7 as 11 horas da noite e até as 10:50 da noite de 7 de maio a Torre terá um evento especial chamado de “4D Battle Projection” no segundo andar do observatório principal. Nesta exibição especial haverá projeções de cenas de batalhas na vista da cidade. Durante o evento também serão distribuídos cartões postais comemorativos e apenas enquanto durarem os estoques.
Também haverá uma loja especial para o evento em Animate JMA Tokyo Tower, localizado no terceiro andar de FootTown, o prédio na base da torre. Clientes que gastarem mais de 2000 ienes ( cerca de 58 reais) serão presenteados com uma sacola comemorativa.
 A Torre de Tóquio já apareceu na serie em Final Fantasy III e depois no MMO Final Fantasy XIV como a Torre de Cristal. Agora realidade e fantasia se encontram.
Mais informações no site oficial da Torre de Toquio.


Share:

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Atlus se manifesta sobre a controvérsia causada pelas restrições ao streaming de Persona 5 + domínios registrados geram especulações



No começo do mês os fãs foram surpreendidos por uma nota da Atlus ameaçando streamers com ações legais caso compartilhassem cenas do recém-lançado Persona 5 após uma certa data in-game.
Embora isto não seja novidade, uma vez que os jogos recentes da série tiveram avisos anti-spoilers na versão japonesa,  a diferença marcante foi o tom: enquanto no oriente os avisos eram em tom bem-humorado com personagens ‘ameaçando’ a audiência para não darem spoilers de pontos cruciais da história sob a ameaça de levarem um Megidolaon como punição. O que causou a indignação dos jogadores foi a agressividade da nota da Atlus USA.
Por sua vez, a Atlus foi surpreendida com a reação dos fãs que expressaram a opinião em vídeos, tweets, posts e até mesmo em entrando em contato com a Atlus. Hoje a companhia divulgou uma nota com um pedido de ‘desculpas não foi a nossa intenção’ e ‘generosamente’ estendeu a data limite dos spoilers para 11/19.
Enquanto isto, a Atlus japonesa registrou os seguintes domínios online em 18 de abril:
  • P3D.jp
  • P5AG.jp
  • P5D.jp
  • P5R.jp
  • P5U.jp
  • Persona-Dance.jp
  • PQ2.jp
Anteriormente também foram registrados três domínios em 4 de abril:
  • Persona8.jp
  • Persona9.jp
  • Persona10.jp
Neste ano haverá um grande concerto de Persona em 2 de agosto em Yokohama Arena. O concerto anterior foi quando o trailer revelando Persona 5 foi exibido.Somando isto com uma pesquisa recente e que no final de dezembro do ano passado foi revelado que um novo jogo da série será anunciado ainda este ano, é especulado que haverá ao menos uma dica durante o evento.
Share:

terça-feira, 18 de abril de 2017

Dois estudos sugerindo ligação entre jogos e violência na vida real foram retratados



Nos três primeiros meses de 2017, publicações acadêmicas retrataram dois artigos que sugeriam uma ligação direta entre games violentos e comportamento agressivo na vida real.
O primeiro, intitulado de “Boom, Headshot!?” publicado no Journal of Communication Research em 2012 foi retratado em janeiro. O estudo sugeria que o efeito da jogabilidade e controles poderiam melhorar as mira de atiradores na vida real. Patrick Markey, professor de psicologia em Villanova University, observou inconsistência nos dados publicados no estudo e em janeiro de 2015 ele e um colega alertaram a Ohio State University, onde o autor da pesquisa conduzia os estudos. Brad J. Bushman, o autor em questão, mandou um e-mail para a OSU sugerindo que as alegações faziam parte de uma campanha de difamação. No final de 2015 a universidade iniciou uma investigação da conduta dos envolvidos porém ainda não divulgou resultados. Finalmente, em janeiro deste ano a publicação cientifica retratou o artigo. Bushman concordou e retomo a pesquisa com um maior numero de participantes.
“ Um comitê de pesquisa na Ohio State University recomendou a retratação do artigo após serem alertados de irregularidades em variáveis nos dados pelos doutores Markey e Elson. Entretanto, os dados das variáveis em questão não podem ser confirmados pois os arquivos da pesquisa original não estão disponíveis.”
Uma outra pesquisa, também conduzida pelo professor Bushman também foi retratado. “Effects of violent media on verbal task performance in gifted and general cohort children” (“Efeitos de media violenta em performance de tarefas verbais em crianças dotadas e gerais”) também foi retratada com bases similares. Joseph Hilgard, um colega de pós-doutorado na University of Pennsylvania achou que as informações no estudo estavam fora dos parâmetros típicos de pesquisa e contatou a OSU, porém também não foi possível fornecer os dados originais e a metodologia de coleta de dados. O pesquisador que foi incumbido de coletar dados vive na Turquia e não conseguiram entrar em contato com ele. Com a impossibilidade de comprovar as informações, o artigo foi retratado no final de março.
Ademais, uma pesquisa publicada 2014 e conduzida pela Villanova University e a Rutgers University chamada “Violent Video Games and Real-World Violence: Rhetoric Versus Data” (“Jogos Violentos e Violência na Vida Real : Retórica Versus Data”) compara dados como picos de popularidade em jogos entre outros com as taxas de violência na vida real. Os resultados concluem que nos últimos trinta e três anos os jogos violentos não possuem qualquer correlação com homicídios e episódios de violência. Na verdade, foi constatado um decréscimo em casos violentos durante picos de popularidade de jogos.
Vale notar que em todo o caso dialogo com os filhos é sempre importante. É dever dos pais e responsáveis ficarem atentos a classificação etária dos games e as recomendações de cada título.
Share:

domingo, 2 de abril de 2017

Explorando a Velvet Room



Eu resolvi fazer uma pesquisa sobre as referencias da Velvet Room na série Persona, e compartilhar. É um tanto extenso, pois reúne várias fontes.

O propósito da Velvet Room (Sala de Veludo em tradução livre) é auxiliar os portadores da habilidade de Wild Card a alcançar o seu maior potencial durante sua jornadas; e existe entre a consciência e a subconsciência, existindo fora do tempo e espaço como um todo. Pessoas com alta afinidade espiritual podem ver-lo, mas normalmente apenas aqueles com o potencial para ter múltiplos Personas podem ver a porta.

O poder do Persona é delegado por uma entidade chamada Philemon, inspirado pelos textos de Carl Jung que o descreve como um “sábio espirito guia”. Enquanto ele não pode interferir diretamente com as decisões dos convidados, ele os auxilia com a manifestação dos Personas e a Velvet Room, e aparentemente todos os residentes da sala tem que seguir esta regra. Depois dos eventos da duologia Persona 2, ele perdeu muito de seu poder e é por isto que depois apenas o protagonista é capaz de utilizar o Wild Card. Porém, Philemon continua assistindo na forma de uma borboleta, seu símbolo.
Em suas primeira encarnações a Velvet Room era uma sala completamente azul com apenas um sofá e seus residentes, mas a partir de Persona 3 começou a se manifestar como ‘lugares transitórios’, que levam o protagonista a uma destinação: um elevador e uma limusine.Agora em Persona 5 será uma prisão, já que o protagonista está em liberdade assistida.



Na forma da sala azul simples, foi inspirada por duas fontes: a Sala Vermelha de Twin Peaks, que conecta o White Lodge e o Black Lodge, que são lugares extra-dimensionais que representam o bem e o mal, respectivamente. Localizado nos sonhos de um dos personagens, o principal “anfitrião” do lugar é um espírito que se apresenta como um anão em um terno vermelho e se chama de “Homem Do Outro Lugar”, ou MIKE, mas há outros espíritos que vivem no lugar, especialmente os doppelgangers – que são idênticos a suas contrapartes reais exceto por olhos com coloração diferenciada, similar aos Shadows do Investigation Team em Persona 4.  Durante a série, MIKE sempre fala em enigmas com o Agente Cooper, um dos personagens que está tentando solucionar o mistério da cidade, similar a relação que o Igor mantém com o protagonista.
A Sala Vermelha é um lugar das Sombras, e a Sala do Veludo é onde os Personas vivem, que na minha opinião é um contraste interessante.



Outra influencia é o conto curto de Edgar Allan Poe, The Masque of the Red Death. Nesta história, Príncipe Prospero tenta evitar uma praga devastadora se escondendo em uma abadia com vários nobres ricos e tendo um baile de mascaras. Dentro da abadia, cada sala é decorada com uma cor diferente: do teto aos móveis, e até mesmo as janelas e a iluminação são da mesma cor e estudiosos supõe que cada sala representa um estagio da vida. A sala azul era a oposta a sala negra, que representa a morte.

❝ Estavam as salas dispostas de forma tão irregular que a vista não poderia compreender senão um salão de cada vez. Ao término de um espaço de vinte ou trinta jardas, via-se uma brusca curva e, a cada esquina, o ambiente assumia um aspecto diferente. À direita e à esquerda, e ao meio de cada parede, uma alta e estreita janela gótica abria-se para um corredor fechado, que seguia a sinuosidade dos cômodos.Cada janela era guarnecida de vitrais cujas cores harmonizavam-se com a tonalidade dominante da decoração do salão para o qual se abria. O que ocupava a extremidade oeste, por exemplo, era decorado de azul e os vitrais eram de um azul vívido. O segundo dos salões era decorado e guarnecido de cor púrpura e os vitrais eram igualmente púrpuras. O terceiro era completamente verde e verdes eram também as janelas. O quarto, alaranjado, estava iluminado por uma janela de igual cor. O quinto era branco e o sexto, violeta. O sétimo era rigorosamente forrado por tapeçaria de veludo negro, que revestia o teto e as paredes, e que caía em pesadas rugas sobre um tapete do mesmo material e de mesma cor. Mas, neste salão, a cor dos vitrais não correspondia ao da decoração: os vitrais eram escarlates, de uma tonalidade intensa de sangue.Ora, em nenhuma daquelas salas se viam lâmpadas ou candelabros em meio à profusão de adornos em ouro, que se espalhavam em todos os cantos, ou se dependuravam ao teto. Não havia lâmpadas ou velas. Luz alguma dessa natureza emanava na seqüência de salas. Porém, nos corredores que as envolviam, exatamente em frente de cada janela, elevava-se uma pesada trípode com um braseiro, a projetar seus raios através dos vitrais coloridos, iluminando deslumbrantemente a sala. Perfazia-se uma miríade de formas cambiantes e fantásticas. Mas, na sala voltada ao poente, na câmara negra, a claridade do braseiro, que se refletia sobre as negras tapeçarias, através dos vitrais sangrentos, era sobremodo sinistra e incidia sobre as faces dos imprudentes que ali entravam, conferindo-lhes um aspecto de tal forma estranho que muito poucos dançarinos se sentiam com suficiente coragem para penetrar no recinto.Também nesse salão se erguia, amparado no muro oriental, um gigantesco carrilhão de ébano. Seu pêndulo oscilava com um tic-tac surdo, pesado, monótono; em quando os ponteiros dos minutos haviam percorrido todo o seu círculo, e a hora se completava, provinha dos pulmões de bronze um som claro, estrepitoso, profundo e extraordinariamente musical, mas de um timbre tão regular que, de hora em hora, os músicos da orquestra eram obrigados a interromper por alguns segundos a execução, para escutar a música das horas; e os dançarinos cessavam, à força, as suas evoluções. Uma momentânea perturbação grassava aquela multidão alegre e, enquanto soava o carrilhão, era possível notar que até os mais arrojados empalideciam e os de maior idade e reflexão passavam a mão à fronte, como se abandonados a uma meditação confusa ou a um devaneio.


O principal anfitrião da Velvet Room, Igor, foi criado por Philemon e é o responsável pela fusão de Personas para os visitantes, mas ele também intriga-se com a jornada do protagonista e tem várias questões sobre a natureza humana. Embora ele não interfira diretamente com as decisões tomadas, ele as vezes alerta quando algo sério está prestes a acontecer.
Antes de Philemon ser enfraquecido, três espíritos costumavam a ficar na Velvet Room nos Persona 1 e 2: o artista demônio, que ilustrava as cartas; Belladonna, a que canta a ária ouvida nos games; e Nameless (sem nome), o pianista que a acompanha. Depois disto a Velvet Room passou a ter um numero limitado de visitantes então Igor criou seus assistentes Margaret, Elizabeth e Theodore para aprimorar o serviço. E assim como o próprio Igor, todos os assistentes são curiosos sobre a humanidade com vários graus de entusiasmo (ou melhor, de expressão).



Uma questão comum é por que os assistentes do Igor tem olhos amarelos, a mesma cores que as Sombras? Aparentemente os olhos amarelos serem associados com os Shadows foi implementado tardiamente no desenvolvimento de Persona 4, já que no Persona 2 os Sombras tinham olhos vermelhos e em um dos previews japoneses de Persona 4 mostra Shadow Yosuke com olhos vermelhos. Talvez isto tenha sido inspirado pelas ilustrações do Kaneko para o Persona 2, mostrando os Personas dos personagens principais com as faces deles, mas olhos amarelos. Mas até onde eu saiba, não há explicação in-game.
Também é notável que a partir de Persona 3 todos os residentes da Velvet Room tem um nome ligado a obra de Mary Shelley, Frankenstein. É apropriado, já que os residentes são constructos do subconsciente de pessoas procurando o sentido da vida e o que é ser humano, similar a criatura do livro.
E finalmente...A cor azul. É uma cor que acalma, associada com a cor do espírito. Invoca um sentimento de descanso e estimula o corpo a produzir substancias que acalmam e transmitem tranqüilidade. Azul ajuda a desacelerar o metabolismo e ajuda com a auto-expressão e equilíbrio. Entretanto, também pode ser dinâmico e dramático, uma cor que engaja e expressa alegria. A Velvet Room é um lugar para meditação, mas também onde mudanças extremas podem ocorrer, como o surgimento de um novo Persona.

Isto é tudo que eu consegui juntar sobre a Velvet Room. Caso tenha alguma dúvida ou outras referencias, fique a vontade para compartilhar!

Share:

sábado, 1 de abril de 2017

Legend of Legacy - Shifting Sands

Originalmente postado no meu Miiverse.


Há várias áreas diferentes no deserto e na época que eu estava jogando não tinha muita informação online (ao menos não que eu tenha achado) então eu vou postar algumas coisas. A Shifting Sands propriamente dita tem a entrada e três áreas que vivem mudando de lugar:
  • Oasis pequeno e 2 Elemental Devices;
  • Um Air e um Fire Device e uma Whispering Stone ao sudoeste do ar;
  • Uma área com uma pedra grande e um air device;
Fora isto, há miragens que levam para outras localidades do mapa e para lugares exclusivos. Eis as areas acessadas apenas pelas miragens:
Share:

sexta-feira, 31 de março de 2017

Dossier : Série Persona


Semana que vem a Atlus lança o mais novo jogo da série Persona, que completou 20 anos.
Um spin-off de Shin Megami Tensei, a série é bastante popular no Japão e no ocidente, sendo uma das franquias de JRPG mais importantes da atualidade, como Final Fantasy.  E assim como a série da Square, os games são independentes e com sua história contida, mas com elementos em comuns.
O conceito de “Persona” foi baseado no psicanalista suíço Carl Jung, que diz que há uma face que o individual apresenta para a sociedade, uma máscara criada para ocultar a natureza do individual. No game, o Persona é a manifestação do seu verdadeiro eu, a força interior de cada um que só pode ser adquirido plenamente quando a pessoa não tem medo de encarar seus lados mais sombrios...E com isto invocar um poder inimaginável para combater demônios ou sombras.  Também há outros elementos Junganos, mas não é necessário entende-los para curtir o game, mas dão uma profundidade maior na história para quem quiser passar alguns momentos meditando.
Outro elemento comum é a Velvet Room, uma sala onde um homem esquisito com olhos assustadores e um nariz comprido chamado Igor ajuda os personagens a invocarem novos Personas, além de outros serviços. Por fim, todos os Personas são classificados nos arquétipos de carta de tarô, com características baseadas nos significados das cartas.
Os dois primeiros jogos (ou três, dependendo de como conta) também tem elementos baseados em H.P. Lovecraft. Mas referencias são bem comuns não apenas em Persona, mas em todo SMT.
Vamos relembrar este vinte anos de games?
Share:

Farmando SSP em Final Fantasy Type-0 HD



Este é um guia rápido de como farmar SSP em Type-0 usando a Deuce.
Se ela não for sua favorita ou estiver com um nível baixo, vá falar com o cara das missões secretas na Arena. Uma vez que você salve o jogo, vá para as configurações do sistema e mude o dia para o dia seguinte (basta mudar o dia). Volte e cheque se o nivel se você quiser, repita o processo até ela estar com um nível mais ou menos bom. A minha está em torno dos 50, e eu a equipei com uma flauta que achei em Bᴇᴛʜɴᴇʟ Cᴀᴠᴇʀɴs, uma das melhores do jogo. Também coloquei a magia Avoid nela.
No New Game Plus, habilite a  missão Oᴘᴇʀᴀᴛɪᴏɴ Bʀᴇᴀᴋᴛʜʀᴏᴜɢʜ  e entre nela a partir do menu inicial. Selecione a missão e tenha apenas Deuce como personagem ativo. Você até pode deixar outros personagens como reservas, as só ela como ativa. Se você conseguir colocar ela como Primed, é uma boa idea (apenas selecione e cancele a missão até ela ficar Primed)
Durante a missão, vá para Wᴇsᴛ Sᴛᴀɪʀs e fique no canto mais longe de todos os caminhos e pegue um elástico e uma borracha para segurar o botão de ataque no controle.


Nos modos Cadet e Officer ela vai matar qualquer um que chegue muito perto com apenas um ataque, mas o objetivo é deixar os NPCs com special guest fazerem tudo para ganhar o máximo de SSP possível.
Neste método você pode deixar o jogo sozinho, mas você também pode equipar o comando Concerto para forçar a AI para atacar se quiser fazer o processo ser mais rápido.
Share:

quinta-feira, 30 de março de 2017

Ladrões Fantasmas de Corações Não Dão Spoilers!


A Atlus confirmou para o site Polygon que a função share do Playstation 4 será desabilitada do título. Segundo um representante da empresa “ Sendo um jogo japonês com uma história baseada em single-playthrough, significa que o Japão é muito quanto a isto. Sharing é atualmente desabilitado do titulo.”
Não é comum os desenvolvedores desabilitarem a função share, principalmente com a popularização de streaming como no Twitch ou via youtube. Em Final Fantasy XV, um dos maiores sucessos mais recentes, a função é até encorajada e faz parte da mecânica do jogo. Um outro titulo JRPG lançado este ano com a função desabilitada é o Tales of Berseria.
Share:

Confira as imagens de Planescape : Torment Enhanced


Responsável pelos remakes de Baldur’s Gate 1 e 2, a produtora Beamdog anunciou mais um clássico que estará de volta: Planescape, Torment. 
Desenvolvido pela Black Isle Studio, é a mesma que produziu Fallout 2 e a série Icewind Dale.  O game roda em uma versão modificada da Infinity Engine, a mesma de Baldur’s Gate e é baseado no cenário de Planescape de Dungeons & Dragons. Eventualmente a Interplay fechou o estúdio, mas os títulos desenvolvidos e publicados pela companhia continuam sendo considerados clássicos dos RPGs de computador até hoje.
A versão Enhanced terá gráficos para a resolução 4K e widescreen, trilha sonora remasterizada, eliminação dos carregamentos entre áreas, recursos de quickloot e zoom. A principio não terá qualquer conteúdo extra, apenas melhorias técnicas.
O serviço GoG já conta com pre-venda e disponibilizou um video e screenshots. Cotado a R$36,99, o game será lançado para computadores dia 11 de abril, além de versões para mac , iOS e android


Share:

Como Enfrentar o The Reaper em Persona 4 Golden


Ao derrotar o Reaper, a party vai receber a melhor arma para um dos membros ativos. Caso todos os membros já tenham a melhor arma, o drop será a melhor armadura. Se todos já tiverem a melhor armadura, o item será o acessório Omnipotence Orb, que anula todos os ataques inimigos exceto por Almighty.
Esta técnica funciona tanto na primeira rodada quando em NG+, mas o segundo é mais recomendado. Também é necessário uma party um tanto forte já que o Reaper é nível 85 e tem status muito altos. Um estoque de Goho-M para sair da dungeon também é um requerimento.
Share:

A partir de hoje a versão original de StarCraft é grátis


Enquanto os fãs esperam a versão remaster de StarCraft, anunciado esta semana, a Blizzard liberou a versão original do game de graça. A versão disponível é a 1.18 e o download pode ser feito nos forums oficiais. Jogar o multiplayer requer uma conta no Public Test Realm (PTR) mas não para jogar no modo de um jogador.
O jogo tem 1.5GB e a atualização corrige vários bugs, adiciona compatibilidade a OpenGL e a novos sistemas operacionais, como Windows 8, 8.1 e 10.
Faça o download do game aqui.
Share:

Divulgada as datas dos DLCs de Persona 5


A Atlus divulgou o calendário completo dos extras para o Persona 5, que será lançado no ocidente oficialmente na próxima terça-feira.


Share:

Star Wars Battlefront II será revelado em Abril


A EA irá anunciar oficialmente o Star Wars Battlefront II durante o “The Galaxywide Premiere of Star Wars Battlefront II’ durante a celebração de Guerra nas Estrelas em Orlando em 15 de abril as 11:30 da manhã (horário local), com a presença dos desenvolvedores da DICE, Criterion e Motive, além do primeiro trailer.
O game terá novos mapas, heróis, elementos de diversas épocas da série e um modo história muito aguardado. Será possível assistir ao evento online.
Share:

Teaser de novo projeto de God Eater revelado


Hoje foi realizado um stream ao vivo de comemoração de sete anos da franquia God Eater, e foi exibido um teaser  do novo projeto da equipe apresentado por Yuya Tomiyama, o produtor do projeto.
Confira o vídeo!

Share:

É bom ser mau em Injustice 2 com Gorila Grodd, Bane, Capitão Frio e Espantalho.


A Warner Bros. E NetherRealm Studio divulgaram um novo trailer para Injustice 2 intitulado “It’s Good To Be Bad” revelando vilões como Gorilla Grodd, Bane, Captain Cold e Scarecrow como personagens jogáveis.
O jogo está previsto para PS4 e Xbox One para 16 de Maio.


Share:

quarta-feira, 29 de março de 2017

StarCraft Remastered anunciado para PC



A Blizzard Entertainment anunciou a versão remaster do StarCraft,  lançado em 1998 e um dos maiores sucessos da empresa. Em uma entrevista para o Yahoo!Esports, o produtor Pete Stilwell, responsável pela versão, revelou que a Blizzard lançará o StarCraft Anthology, que inclui o jogo original e o StarCraft: Brood Wars, como download grátis.
Além do remaster, o Brood War irá ganhar um update ainda esta semana, a versão 1.18. Este pacote terá correção de bugs, modos de observador , medidas anti-cheat e outras melhorias.

Abaixo, uma visão geral publicada no site oficial:
Reviva um Clássico
StarCraft Remastered aperfeiçoa o inesquecível clássico de ficção-científica e estratégia do início ao fim. Reencontre-se com o jogo original e sua premiadíssima expansão, StarCraft: Brood War.
Remasterizamos as unidades, estruturas e cenários, aprimoramos o áudio do jogo e ampliamos as opções de resolução. Apresentamos interlúdios ilustrados que contarão as emocionantes histórias de luta e glória de heróis como Artanis, Fenix, Tassadar, Raynor e Kerrigan.
Destaques
·         Gráficos remasterizados
·         Áudio e diálogos revisados
·         Sistemas de pareamento e Amigos Blizzard
·         Jogabilidade clássica do StarCraft
Tecnologia revolucionária
No Remastered, mantivemos tudo que vocês sempre amaram no StarCraft, e aperfeiçoamos o resto.
Gráficos detalhados : você pode escolher entre afastar a câmera para observar a guerra como um Cruzador de Batalha, ou se aproximar para ver o pulsar das veias nas asas de uma Mutalisca.
Briefings estilizados : interlúdios em formato de quadrinhos para cada raça, que recontam a história original com uma nova roupagem.
Áudio aperfeiçoado : diálogos e trilha sonora originais modernizados e regravados.
Retorne ao setor Koprulu
A história de intrigas e guerras cósmicas que culminou no StarCraft II: Legacy of the Void começou há muitos anos atrás, nos cantos recônditos da Via Láctea. Três raças (os expatriados terranos, os guerreiros psiônicos protoss e os zergs devoradores de mundos) se encontraram pela primeira vez e deram início a uma guerra que gerou mais de 50 missões espalhadas por vários planetas.
O lançamento do jogo está previsto para o verão americano

Share:

Final Fantasy XIV é free-to-play até o nivel 35

A Square anunciou nesta terça-feira, dia 28 de março, que a limitação de 14 dias de teste grátis foi removido. Agora todos os jogadores tem acesso ao conteúdo completo do jogo sem limites até o nível 35. Aventureiros podem tentar os job, testar os 10 primeiros níveis da Deep Dungeon e aproveitar as atividades que o Gold Saucer tem a oferecer, como a corrida de chocobos.
A restrição foi removida de todas as free trials, inclusive as que já estão expiradas. Ou seja, se o jogador já teve sua licença grátis há meses atrás, poderá retomar de onde parou.
Jogadores brasileiros podem fazer download da versão de teste neste link para o Playstation 4 e neste outro link para a versão PC.
Share:

Capcom anuncia The Disney Afternoon Collection para PS4, Xbox One e PC


A Capcom anunciou o The Disney Afternoon Collection, uma coletânea digital para os sistemas atuais com clássicos que a empresa fez de desenhos da Disney, incluindo seis games no total: Chip ‘n Dale Rescue Rangers, Chip ‘n Dale Rescue Rangers 2, Darkwing Duck, DuckTales, DuckTales 2, e TaleSpin, todos lançados anteriormente no nintendinho.
O conjunto será lançado em 18 de abril por US$19,99 na PSN americana e £15.99 / €19.99 na PSN europeia.
Os jogos terão gráficos remasterizados em HD com novos recursos, como Boss Rush e Time Attack, além de um modo de museu.


Share:

Sonic Mania adiado e novo titulo anunciado!


Sega anunciou a mudança do lançamento do jogo Sonic Mania, anteriormente previsto para a primavera de 2017 para o verão. A companhia anunciou no panel Sonic the Hedgehog SXSW 2017. O jogo está previsto para o PS4, Xbox One, Switch e PC. De acordo com a Sega, a decisão foi tomada para manter a qualidade do produto.
Apesar do atraso, foi revelado o trailer da fase Flying Battery Zone.


No mesmo evento anunciaram que o Project Sonic 2017 se trata do jogo Sonic Forces, e está previsto para o PS4, Xbox One, Switch e PC.
De acordo com o líder do Sonic Team, Takashi Iizuka, o nome vem do elemento-chave ‘Forças”, em que as forças do bem e do mal estarão em conflito. Ele ainda descreve o jogo como “uma evolução de Sonic Colors e Sonic Generations”, feito pelo mesmo time. Também inclui novos conceitos que ainda serão revelados. Haverá três estilos de jogabilidade, incluindo o moderno e o clássico, além de um que irão entrar em detalhes no futuro. O jogo promete muita velocidade, além de elementos de plataforma, decisões que afetam a história e exploração. Os Red Star Rings também estarão de volta.
A engine deste game se chama “Hedgehog Engine 2” e conta com os elementos da versão anterior além de melhorias com iluminação global, renderização física dos objetos, novas mecânicas e melhorias, além de novos efeitos de reflexos.




Share:

Sobre

Blog de games mantido por Sinmenon. Também no tumblr

BTemplates.com

Seguidores

Unordered List

Theme Support